quinta-feira, 19 de janeiro de 2017

Porque está frio...


"E ela diz: amor. E eu digo: amor e ficamos muito tempo calados a ouvir as gotas de chuva a caírem no pátio, sobre as copas negras das árvores, naquele quarto de que ninguém sabe o lugar, o tempo, as estrelas invisíveis. Achas que haverá duas gotas a caírem exactamente no mesmo momento? Depende da precisão, da probabilidade, depende da velocidade do vento. Dói-me o lado esquerdo do peito. Uma dor nem interior, nem à superfície. Uma dor tão real como a imaginação, uma dor sentimental. A dor da morte no meu peito diante do esplendor da tua cara."

Pedro Paixão

... e precisamos de aquecer ;)

quinta-feira, 5 de janeiro de 2017

Das pessoas EXTRAORDINÁRIAS

 "Quando morrer não quero levar o caixão cheio de dinheiro. Quero o caixão de amor e serviço que dei aos outros."

sexta-feira, 30 de dezembro de 2016

Balanços

Pois é... 2017 está aí mesmo a romper. Olho para este ano que finda e o que retenho é o stress, agitação e perdas físicas dolorosas. Um ano que fica na memória pelos piores motivos. Mas também houveram ganhos e transformações. Ganhei o meu J., o "menino" da PAJE que apoio... Uma carga de trabalho e preocupações, é certo. Mas também um coração bonito e cheio de meiguice. Foi um ano em que consolidei a palavra "Família"... Manos, cunhados, sobrinhas, tios, primos. A Família é a minha base e o meu refúgio, sempre será. Nas amizades, foi um ano de revelações e transformações. Sinto que amadureci. Não me chateio como me chateava. Não me desiludo como me desiludia. Não coloco grandes expectativas nas relações. Os meus grandes amigos vão continuar a sê-lo, independentemente de tempo, espaço e palavras. Aceito cada um como é, e continuo a lutar para encaixar que as pessoas simplesmente não são como eu. E não deixam de ter o seu valor por isso... Só são diferentes. Basicamente, aprendi a relativizar as coisas menos boas e a tentar perceber as motivações alheias... e isso traz-me paz interior. O que peço para este ano... Amor e MUITA SAÚDE! O resto, luta-se! :) Bom Ano amigos! :*

quinta-feira, 29 de dezembro de 2016

sábado, 24 de dezembro de 2016

Feliz Natal!

Que tenham uma Santa noite junto dos que Amam, com muita Saúde e Amor. Um beijinho :)

quinta-feira, 22 de dezembro de 2016

Prenda


Em épocas de futilidades e prendas desmesuradas, neste Natal só peço uma.... Um Milagre. Um Tic Tac longínquo e cheio de vigor para ti, minha prima. :(  

quarta-feira, 21 de dezembro de 2016

Chegou...


... a minha estação preferida! Conheço poucas pessoas com um gosto semelhante ao meu. E porque gosto eu do Inverno? Acho que primeiro que tudo, porque nasci no Inverno. Depois porque adoro, mesmo, o cheiro a lareiras acesas... e sentir o calor que emanam. Adoro o aconchego de mantas, cobertores, botijas de água quente. Adoro ver o mar no Inverno, principalmente em dias solarengos. Adoro sentir o frio na cara com o sol a iluminar(-me). Adoro a Natureza, aparentemente morta e fria, iluminada por este Sol de Inverno. Adoro a troca de calor humano, que sabe mil vezes melhor com um toque de frio exterior. Analisando bem... eu gosto do contraste. O frio do Mundo VS O calor que nos rodeia, muito mais acentuado e valorizado nesta estação. Adoro o meu Inverno, adoro!

sábado, 17 de dezembro de 2016

Da Vida


E depois há aqueles dias em que agradeço o facto de estar Viva e Bem. E que os meus (núcleo), dentro do possível, também. Há pessoas com dias contados, que vivem na sombra de uma doença que mata todos os dias... hoje mais um pouco que Ontem. Há pessoas que queriam não ter o Alarme da Vida ligado, num tic tac tão efémero. E o que resta no caminho? Só o Amor. Só o Amor pode salvar da dor. Só o Amor nos salva, de tudo. E hoje, hoje agradeço a Deus, a Vida. A Minha, a dos meus e aquelas em que estou inserida. E peço, que o meu Amor consiga amenizar as dores... mesmo que as lágrimas escorram no meu coração, que lhes consiga trazer a alegria, o carinho e o quente do Amor e da presença. 

sexta-feira, 16 de dezembro de 2016

Da Morte


Há aqueles dias (ou noites) em que pequenos pormenores, palavras, atitudes, demonstram ou revelam o carácter de alguém. Pensamentos e sentimentos reprimidos vem à tona, tantas vezes escondidos por máscaras do Parecer. Eu gosto de pessoas do Ser e que não têm medo de Ser. Eu gosto de pessoas com conteúdo, que Vêem os outros. Eu gosto de pessoas maduras e não-superficiais. E pronto, assim nascem estes dias (ou noites)... em que alguém morre em nós. Mas é a lei da vida... Uns morrem para que outros (re)nasçam. A vida segue o seu ciclo e o seu sentido maior, a Felicidade. :)

quarta-feira, 14 de dezembro de 2016

Dos Corações


"Todos achavam que tinha um coração de ouro. Discordava. Provavelmente seria de diamante. Segundo aprendera na escola, este era o material mais resistente do mundo e talvez fosse por isso que resistia a tantas pancadas sem se estilhaçar em mil pedaços."

sábado, 3 de dezembro de 2016

Facto


Partidas #2


Durante toda a nossa vida encontraremos pessoas boas e pessoas menos boas. Depois encontraremos aquelas raras, que são puramente boas... com um coração dócil e sem maldade. Pois, era bom que fossem eternas. Os meus velhinhos estão a ser chamados um por um, como se Deus precisasse de um novo exército de anjos ao seu redor. Cada um que parte, "leva" também um pouco da minha História. É triste percebermos o quanto as paisagens mudam de um dia para o outro, a Vida vai-se perdendo lentamente... Talvez ganhando novas formas... talvez mudando a sua morada. Talvez. Descanse em paz Ti Zé. 

quinta-feira, 1 de dezembro de 2016