terça-feira, 25 de abril de 2017

25 de Abril



"Olha para as tuas mãos e vê
Olha para as tuas mãos e sente
E pergunta porquê
Porquê a diferença"

José Roque

A genética brindou-me, felizmente, com esta inconformação e inquietude. O Ser Revolucionária, em todos os aspectos. A injustiça social e emocional é algo que sempre mexeu comigo, continuará a mexer. É neste dia que mais me lembro de ti. Tu eras (és) este dia personificado. Abril corria-te nas veias. O Homem de palavra e das palavras. O tempo avança e sinto que Hoje, e cada vez mais, me pareço contigo... porque simplesmente eu quero Ser como tu. Sei que aí em cima deves ter distribuído cravos vermelhos a todos e cantarás com o sorriso e a doçura que tanto te caracterizava. Esta quadra escrita por ti e selada em mim é o meu lema de vida. Fazer a diferença, todos os dias, em pequenas e grandes coisas. Abril é teu, é meu... é Nosso. Que a Voz nunca nos doa. 

sexta-feira, 21 de abril de 2017

O Melhor


«Estarmos juntos não tem nada a ver com essa ideia de parecer uma lua de mel. Tem a ver com as pessoas reais que somos. Quero acordar ao teu lado de manhã, quero passar as noites a olhar para ti do outro lado da mesa de jantar. Quero partilhar contigo todos os pormenores mais mundanos do meu dia e ouvir cada detalhe do teu. Quero rir-me contigo e adormecer contigo nos meus braços. Porque não és apenas a pessoa que amo. És a minha melhor amiga, trazes ao de cima o melhor que há em mim e não consigo imaginar desistir disso. (...) Podes não perceber, mas dei-te o melhor de mim, e nunca mais nada voltou a ser igual quando partiste. (...) Sei que estás com medo, eu também estou. Mas, se desistirmos disto, se fingirmos que nada disto aconteceu, então não sei se voltaremos a ter outra oportunidade.»

"Dei-te o melhor de mim" por Nicholas Sparks

quarta-feira, 19 de abril de 2017

SNS


O nosso sistema nacional de saúde é simplesmente INTRAGÁVEL! São incompreensíveis certas situações!

sábado, 15 de abril de 2017

Páscoa


Em épocas turbulentas e vazias... É bom ter presente o verdadeiro sentido da Páscoa, independentemente da religião. Páscoa é Amor. Amor que envolve dor, sacrifício e esperança. E não é este o melhor sentido de todos, acreditando Nele ou não? :) Uma Santa Páscoa a todos! Que o Amor esteja sempre presente em vós. 

quinta-feira, 13 de abril de 2017

Eu sei que...


... estou rodeada de gente doida quando me perguntam pela manhã como alugar uma BETONEIRA para fazer caipirinhas. O.o 

P.S. E pior ainda quando pesquiso no google e existe!!! XD

quarta-feira, 12 de abril de 2017

Mania#2


Adoro dançar, já o disse aqui muitas vezes. Tenho uma mania incontrolável de dançar quando entro numa loja e está a dar uma música que gosto. É que é inconsciente... O que por vezes é constrangedor quando noto as pessoas a olhar fixamente. ahahah  

Os meus olhos


"Se eu pudesse dar-te algo, daria a capacidade de te veres a ti mesmo através dos meus olhos, para que então tu percebas o quanto és especial para mim"
Frida Kahlo

Porque os meus olhos vêem muito além do visível e do palpável. Porque os meus olhos vêem de dentro, do coração. :) 

terça-feira, 11 de abril de 2017

Coisas que me definem


O Ser inquieta. O que muitas vezes é bom e impulsiona, muitas vezes me faz afogar e voar em dúvidas e medos. A incerteza inquieta-me, consome-me. Sinto mares dentro de mim. Mas como em tudo na vida, aprende-se a domar este sentimento.... Ou tenta-se pelo menos, uns dias melhor que os outros. 


sexta-feira, 7 de abril de 2017

Das sortes


Espero que um dia isto dê uma história muito engraçada... Porque de momento não acho piada nenhuma! Mas nenhuma mesmo! -.-

Pensamento do dia


terça-feira, 4 de abril de 2017

Expressões


"Isto às vezes é tremendo porque a gente quer exprimir sentimentos em relação a pessoas e as palavras são gastas e poucas. E depois aquilo que a gente sente é tão mais forte que as palavras..."

António Lobo Antunes

sábado, 1 de abril de 2017

Dez


Cada vez observamos mais casais infelizes e com falta de capacidade para ultrapassar as crises normais de uma relação.  Muitas vezes não há Amor, muitas vezes não há Paixão, muitas vezes não há motivação... Hoje, a passear pelo Facebook, li qualquer coisa como "Segredos de uma relação duradoura". Para além do factor principal que é haver Amor, podem-se resumir a 10 palavrinhas "simples": Companheirismo, Liberdade, Auto-estima, Respeito, Diálogo, Mudança, Surpresa, Elogio, Toque, e Intimidade. Parece tão simples... Então porque complicamos? :)

sexta-feira, 31 de março de 2017

PAJÉ



No final de Janeiro, na Alfândega do Porto realizou-se um evento internacional sobre crianças e adolescentes, provavelmente o maior que aconteceu em Portugal - ICCA 2017. A Plataforma PAJE esteve presente e foi-nos agora formalmente comunicado que vencemos o 1º Prémio, para o melhor projeto! Que grande orgulho neste projecto e em todo o esforço depositado nele! Um Parabéns especial a ti JPG! És Pai desde projecto e de todos aqueles que ele ajuda! :) 


quarta-feira, 29 de março de 2017

Palavras


Eu sou feita de palavras. Todas... Ditas e não ditas. Principalmente as não ditas. As piores. As que consomem e se alimentam de medos e inseguranças. As que nos fazem vacilar. As que nos fazem duvidar de caminhos e sentimentos. Palavras escritas, pela inspiração do sentimento. Palavras sentidas, pelo brotar das emoções e da intensidade. Palavras desenhadas, pelo emaranhar dos sentidos. Palavras desfeitas, pelo desalento da caminhada. Palavras contidas, pelo medo do efeito. Palavras floridas, pelo desabrochar dos sentimentos. Palavras doces, pelo sabor da Vida. Palavras duras, pela revolta da incerteza e injustiça. Palavras atitude, pela necessidade do que(m) nos move. Palavras âncora, pelo abraçar e ser porto de abrigo. Palavras viagem, por levar muito de mim para onde "vou". Palavras... 

segunda-feira, 27 de março de 2017

Essência


"O essencial é invisível aos olhos. Quem ama vê além da aparência física e é isto que ama: a essência."

Antoine de Saint-Exupéry

Pior...


... que ser segunda feira é: Ser segunda feira e aturar gente parva pela manhã!

sábado, 25 de março de 2017

Oh My Dog


Eu adoro animais. Adoro mesmo. Tenho dois gatos "filhos" e mais quatro cães e uma gata "adoptivos". Estes meus animais são hiper espertos. Seja gatos ou cães... estão à minha espera na estrada quando venho ainda a cerca de 200 m de casa. São uns fofinhos. Contudo, também têm os seus problemazinhos. Ontem, a minha mãe chegou a casa e andava uma peça de roupa na boca de um dos cães. E ele andava no meio da estrada todo contente com aquilo na boca. Ao início pensou ser uma peúga... Mas quando chegou perto, viu que era... AS MINHAS CUECAS! AHAHAH Só a mim! 

sexta-feira, 24 de março de 2017

Do Amor


"O amor não começa quando se quer, nem acaba quando se deseja. O amor é forte, destemido, indomável. Senão fosses tu, seria outro, dizem-se os amantes, eu quero viver na tua vida. Os amantes adivinham-se sem palavras, olham-se nos olhos à procura, fecham-se em quartos pequeninos. Perdem-se um no outro, agarram-se com toda a força dos dedos e dos braços, beijam-se sobre fundos abismos. O amor sempre mete muito medo. O medo de vir a faltar depois de tudo ter prometido. Vai, mas não apanhes nenhum frio, e depois volta. Os amantes regressam quando a luz é pouca a um supremo egoísmo. Eu e tu e mais ninguém. O mundo pode desabar, o mar mudar de cor, a lua cair de repente. Só importa o brilho dos teus olhos e o sangue a bater nas tuas veias. Fica quieto, não faças nada. Ama-me mais, de dia e de noite. O mundo não precisa de saber de nada disto."

Pedro Paixão

quarta-feira, 22 de março de 2017

Gestos


Tenho a felicidade de ter grandes amigas na minha Vida. Foi um fim de semana difícil para a minha R. O pai, base da sua Vida, faleceu há pouco tempo e foi o primeiro dia do Pai sem ele... fisicamente presente. Os abraços e beijos consolam, algumas palavras também... Mas, nada tapa a dor da perda. Ontem tínhamos reunião e a minha mãe fez arroz doce. A minha mãe faz um arroz doce maravilhoso, o melhor do Mundo. A R. adora. Então, levei-lhe uma taça, por entre sorrisos e brincadeiras, na esperança de adoçar a alma e o coração dolorido. Mandou-me mensagem agora a agradecer e a dizer que tinha sido muito importante para ela. Às vezes, não são precisas grandes atitudes ou palavras ensaiadas para abraçarmos alguém que precisa de nós, por fora e por dentro... Ou para aconchegar as suas dores, fazeres-te presente. Bastam gestos pequenos e sentidos, palavras (não) ditas no meio de uma taça de arroz doce. 

Dos dias


"A paisagem dos dias tem pouco que ver com as estações do ano. Mas talvez tenha muito da paisagem que decidimos ser a cada dia que passa. Falar dos dias feios é lembrar que as feridas ardem sempre muito antes de darem lugar ao tempo da cura. Falar dos dias feios traz de volta o que doeu, o que não conseguimos, o que não foi nosso, o que não rimou com o nosso coração. Ninguém gosta de dias feios porque nos parece que a alegria vem sempre de mãos dadas com a luz do sol e do céu muito azul. No entanto, são os dias feios que nos preparam para merecer as alegrias que o futuro há-de trazer. São esses dias magros de beleza que nos ensinam a sorrir às coisas pequenas e simples. Por sabermos que, num dia mais feio, podemos muito bem perder-lhes o rasto. São os dias tortos que nos endireitam o coração. São os dias feios que nos fazem pensar e agradecer. Não nos deixemos convencer que os dias escuros duram mais que os outros. Ainda que nos sigam e se sigam uns aos outros. Cabem muitos dias bonitos em cada dia que nos nasce feio. É uma questão de perspectiva. A vida pode ser feia durante tempos sem fim mas é tão bonita, não é?!"

Marta Arrais in iMissio

segunda-feira, 20 de março de 2017

Das fofices


"Melman: Listen Mototo, you'd better treat this lady like a queen. Because you, you my friend... have found the perfect woman. If I was ever so lucky to find the perfect woman, I would give her flowers every day. And not just any flowers, okay? Her favorites are orchids. White. And I would bring her breakfast every day. Six loaves of wheat bread with butter on both sides. No crusts. Just the way she likes it. I'd be her shoulder to cry on and her best friend. And I'd spend every day thinking of ways to make her laugh. She has the most... amazing laugh. That's what I would do, if I were you." 

In Madagáscar 2

sexta-feira, 17 de março de 2017

Inveja


Dos meus gatos. Em tempos tranquilos, comem e dormem. Recebem mimos quando pedem e querem. Em tempos conturbados, não comem (porque nem sentem necessidade)... andam desvairados uns atrás dos outros (procriação ao rubro) e ainda voltam magrinhos. É... É inveja mesmo. :P 

quinta-feira, 16 de março de 2017

O meu "pupilo"


... (Ou Escravo como gosto de lhe chamar XD) é nada mais nem menos que a Dóris do Nemo. Digo-lhe uma coisa agora e passado um segundo já não se lembra ou baralhou tudo! Isto não seria grave se não estudasse/trabalhasse num laboratório cheio de reagentes e processos químicos perigosos. Socorrroo!

terça-feira, 14 de março de 2017

Uma pessoa...


... tem de aturar cada alminha mais vazia e com mau íntimo, que chega a ser surreal. Mexam com os meus e mexem comigo... E depois, aguentem-me. 

segunda-feira, 13 de março de 2017

Monday mood


Hoje de manhã cedo, na viagem de carro para o trabalho, depois de maldizermos as segundas feiras... dissertei com um amigo sobre o facto de exprimirmos, ou não, tudo o que sentimos. É bom ou é mau. Perdemos ou ganhamos. O Mundo vive com verdades escondidas e sentimentos/vontades camufladas. É preciso balancear o que se diz. Mais tarde lembrei-me desta frase... 

quarta-feira, 8 de março de 2017

Ser Mulher


Neste dia da 'Mulher' vou dedicar este post aos homens da minha vida. Aos que me fazem sorrir. Aos que me fazem emocionar. Aos que me fazem sentir quente e especial. Porque uma verdadeira Mulher só o é na sua plenitude com Homens igualmente especiais. Um dia feliz para todas as Mulheres que só por o serem já são um exemplo de força e a todos os homens que as descobrem na sua essência. Como já referi não sou de dias rotulados... De qualquer das maneiras... Um óptimo e feliz dia da MULHER:

 ... A todas as mulheres desta pequena bolinha no Universo chamada Terra.
... E a todos os homens que têm a capacidade de as fazer sentir especiais e reconhecer o seu devido valor.

terça-feira, 7 de março de 2017

Retratos


Entre os teus lábios
é que a loucura acode
desce à garganta,
invade a água.

No teu peito
é que o pólen do fogo
se junta à nascente,
alastra na sombra.

Nos teus flancos
é que a fonte começa
a ser rio de abelhas,
rumor de tigre.

Da cintura aos joelhos
é que a areia queima,
o sol é secreto,
cego o silêncio.

Deita-te comigo.
Ilumina meus vidros.
Entre lábios e lábios
toda a música é minha.

Eugénio de Andrade, in "Obscuro Domínio"

sexta-feira, 3 de março de 2017

Mania das grandezas


Há pouca coisa que me tire de Mim como a típica mania das grandezas. A futilidade e vazio associado a este tipo de "coisas" colocam o meu sistema nervoso ao rubro. Fui criada no meio do Nada onde se tinha Tudo. Fui educada a saber bem onde poupar e onde gastar. Fui educada a dar o melhor de Mim para não passar (ou não deixar passar) pelas agruras que os meus pais passaram para me darem o necessário e indispensável. Lá está... o necessário. Sim, adoro viajar, adoro ir a restaurantes, adoro todas as futilidades aliadas a ser gaja. Mas eu sei quando e onde o posso fazer. Se compro, é porque não tenho... Não é para ter melhor que o X e Y. Não é para me endividar ou passar necessidades básicas para ter o telemóvel e o carro XPTO... Para ter uma mala Michael Kors em vez de uma igualzinha comprada nas feiras. Não sou e nunca fui de "marcas", em nada. Bom gosto aliado ao económico, sempre. E depois há dias assim... em que me desiludo com a mesquinhez e pequenez humana. 

quarta-feira, 1 de março de 2017

Genética

É quando acontecem coisas destas que percebo que a genética funciona lindamente XD Tal madrinha, tal afilhada. aahahah Depois de jantar, sorrateira que só ela, deixa-me isto na mesa da cozinha. Só consegui ver depois de se ir embora. A sério... 9 anos! 9 anos e já é assim! Temo.. XD

terça-feira, 28 de fevereiro de 2017

sábado, 25 de fevereiro de 2017

Fragmentos


"Gosto do arrepio da tua língua na minha nuca, gosto que me digas "quero mais" quando creio já te ter dado tudo, gosto das palavras obscenas que inventamos juntos, feitas de restos de barcos e impérios, lodos e dolos do nosso passado comum estoirado pelas costuras. Gosto de imaginar-te mais perto de olhos fechados, captar-te todos os traços como se da última fotografia de todos os rolos existentes no planeta se tratasse e, ao teu ouvido, interromper o silêncio ensurdecedor da noite com palavras ainda por inventar, ouvir-te a respiração descompassada que se segue. Sentir que nada mais importa."

Inês Pedrosa, "A Eternidade e o Desejo".

quarta-feira, 22 de fevereiro de 2017

O Primeiro


A Vida dá sempre umas voltas estranhas. O F. foi o meu primeiro Amor. Um miúdo bonito e super gingão. Aqueles amores de infância que nos marcam sempre de alguma forma. Andou comigo na creche e na Escola, e éramos "namorados". Com o passar dos anos acabamos por ter caminhos bem diferentes. Eu segui os estudos e o F. foi ficando perdido algures no tempo. Meteu-se no Mundo das drogas e do álcool. Deste Mundo, surgiu uma esquizofrenia. Vou vislumbrando o seu semblante ao longo dos anos, mas nunca o tinha encontrado corpo a corpo. Curiosamente, no fim de semana que joguei pela primeira vez no Euromilhões e ganhei um prémio, encontrei-o à porta do café onde fui levantar o mesmo. Um espectro de gente... Magro, dentes podres, cara marcada das mazelas. Já não o encontrava pessoalmente há muitos anos, talvez desde a Escola. Eu fiquei meio estática e ele veio ter comigo. Cumprimentou-me com dois beijos e os olhos transpareciam doçura e contentamento. Falámos um pouquinho e perguntei se estava bem e precisava de algo. Disse-me que estava bem e que não precisava de nada. Bem sei que precisa, bem sei que passa fome. Despedi-me com um beijinho e um mimo no ombro. Fui à mercearia e deixei lá algumas coisas compradas para ele. Nunca pensei que me conhecesse.... Nunca pensei em ver contentamento nos olhos dele por me ver, mesmo perdido no seu Mundo. Ontem, encontrou a minha mãe e pediu para me mandar um beijinho e agradecer. No meio de Mundos perdidos e escuros, é sempre bom ter uma luz e um calor de alguém. Espero que tenha conseguido... Espero mesmo. 

terça-feira, 21 de fevereiro de 2017

É por isto...


... que eu sou fã dos filmes da Disney e este é o meu filme preferido de sempre. Vai estrear a versão "real" e estou em pulgas para ir ver. (Sim, sou uma criança grande :P) Esta imagem veio-me parar aos olhos sem contar... e é tão isto o Amor. :) 

segunda-feira, 20 de fevereiro de 2017

Episódio de um Domingo #2


A minha sobrinha afilhada mais nova já andava há meses a implorar para ir comer um crepe ao nosso spot especial da gula. Ontem, no fim de almoço, lá lhe fiz a vontade... A ela e às outras sobrinhas, que estavam "invejosonas". ahaha Chegámos lá e cada uma pediu o seu. A mais nova pediu um crepe gigante ao qual a empregada retorquiu: "Ela consegue aguentar com isto?". Eu respondi que sim, que a piquena era de alimento. Quando estávamos a pagar, vi uns corações de choco enormes e resolvi trazer às "mães" da família. Estávamos a trocar impressões e a Sra., meio incrédula e com cara de espanto, duvida que eu era tia delas. "Ai parecem quase da mesma idade, pensei que fossem primas ou amigas." Vim com o ego do tamanho do Mundo! :P 

domingo, 19 de fevereiro de 2017

Episódio de um Domingo


Como sempre, hoje fui dar catequese de manhã. Os meus miúdos (6º volume) são um dos volumes mais complicados. Têm tanto de bom coração como de competitivos. Isso leva a que sejam bastante implicativos uns com os outros. A minha paciência moldou-se com o tempo... e a maneira de lhes tocar também. Hoje, numa catequese "banal"... Perguntei-lhes quem eram as pessoas especiais na vida deles e porquê. Muitos responderam família e amigos. Já no fim de todos falarem, o G. falou e disse: "Eu, eu tenho uma... Uma menina que eu gosto e me despedaçou o coração". E pensam vocês que ele estava a brincar... Não estava. Os outros meninos ficaram em silêncio e eu sorri-lhe. Expliquei que por vezes as pessoas especiais também nos magoam, até sem intenção. Que o principal é serem amigos, mesmo sem o Amor. E ele concordou. O G. é um menino hiperactivo, MUITO. Tenho imensa dificuldade em captar a sua atenção. O G. passou a catequese sentado e a responder-me a tudo, a fitar-me com os seus olhos bem doces cor de mel. No fim perguntei como se relacionavam com essas pessoas e quando estavam muito tempo sem falar, o que sentiam. O G. disse-me que quando nós gostamos muito de alguém, usamos um diminuitivo/alcunha para o chamar. Eu fiquei espantada... nunca tal ideia me veio à mente. Mas é bem verdade. Mais tarde, chamei-o e saiu-me um "Guh, anda cá". Ele olhou-me e riu-se dizendo: "Trataste-me por Guh!". Pois... Senti um calorzinho na alma e no coração. Por vezes é só isto... a simplicidade de se sentir e Ver especial num diminuitivo da boca de alguém. Digo muitas vezes, é o Amor que nos salva... E cada vez tenho mais certeza disso. :)

sábado, 18 de fevereiro de 2017

Despertares


"Desperta-me de noite
O teu desejo
Na vaga dos teus dedos
Com que vergas
O sono em que me deito

É rede a tua língua
Em sua teia
É vicio as palavras
Com que falas

A trégua
A entrega
O disfarce

E lembras os meus ombros
Docemente
Na dobra do lençol que desfazes

Desperta-me de noite
Com o teu corpo
Tiras-me do sono
Onde resvalo

E eu pouco a pouco
Vou repelindo a noite
E tu dentro de mim
Vais descobrindo vales."

Maria Teresa Horta

quinta-feira, 16 de fevereiro de 2017

Tu sabes...


... que tens qualquer coisa de carismática (tentando ser simpática e optimista) quando:
- Ligas para o Stand e a secretária diz: Miguel, anda ao telefone, é a S.... a menina do Qashqai! O.o
- De seguida ligas para a oficina e sem proferires uma palavra o Sr diz: Olá S., está tudo bem? O.o

Eles devem ter o meu número naquela lista dos chatos e aborrecidos, de certeza! Mas já não vou lá nem ligo há mesessss... como é possível?! ahahahah 

quarta-feira, 15 de fevereiro de 2017

Velhos


Quem me lê há muito tempo sabe da minha paixão por velhinhos. Apesar da minha área profissional ser pautada por números, fórmulas e reacções... No meu coração tudo isto se transforma em Amor quando falo de idosos. Já tirei duas formações ligadas à Psicologia da Velhice, e tiraria muitas mais de se tivesse tempo. Se fosse rica adorava ter um Lar para idosos. Emociono-me com os movimentos já lentos, como o tempo que passa por eles, com as palavras cheias de sabedoria e história, com os abraços de Amor, com as rugas de saudade... Sim, a saudade... Talvez o sentimento que mais mora neles. Saudade do que foi e já não é, saudade dos que lhes pertencem, saudade dos que vão partindo. Saudade. Há um Centro Comunitário que faz um trabalho notável nesta área. Rio-me e emociono-me com o que publicam, e com todo o Amor que vejo retratado em cada sorriso, lágrima e olhar. Hoje partiu o Sr. Alfredo. O Sr. Alfredo era um dos idosos mais alegres e bonitos deste centro. E por mais estúpido que seja, fico sinceramente triste. Revejo nele toda uma classe que tanto é esquecida e maltratada pela sociedade, muitas vezes pela família. Tantas vezes depositados entre quatro paredes e esquecidos pelo tempo. Não merecemos todos ter Vida até ao fim? Caminhamos todos para o mesmo... e era tão bom que fossemos todos Sr. Alfredo. Felizes, corajosos e cheios de Vida... até ao fim. 


terça-feira, 14 de fevereiro de 2017

Amor

Hoje é aquele dia em que uma pessoa tem de dar umas injecções de insulina antes de abrir as redes sociais. :P Independentemente de ser contra o consumismo, o Amor merece ser celebrado... todos os dias. Ontem deparei-me com esta foto e lembrei-me do Amor celebrado no Passado. Era tão mais palpável, mais real, mais ingénuo, mais terno. As longas cartas de Amor que se escreviam. As horas passadas a trocar palavras sentidas à janela ou à porta, com restrições de entrada em casa... mas jamais no coração de quem as ouvia. Os toques eram totalmente valorizados, de tão restritos que eram. Os beijos trocados às escondidas. As danças envolvidas em segredo e marotice. Já falei nas cartas de Amor? :P Que o Amor seja sempre celebrado no seu expoente máximo, sem banalizações e com valorização do que Ele realmente significa. :) Feliz dia a todos! Aproveitem(-se)!

sexta-feira, 10 de fevereiro de 2017

Prioridades


Hoje deparei-me com esta frase. À primeira vista parece cliché mas tem muita (toda) a verdade embutida nela. Despir a (minha) alma não é para todos, eu diria que é mesmo para muito poucos. É difícil encontrar quem tenha a capacidade, inteligência e paciência de a querer desfolhar... folha por folha. Também é algo assustador. Despirmo-nos em frente aos outros engloba exposição, dos defeitos e das virtudes, dos medos. É preciso ter confiança e segurança em quem nos despe, ou um click no momento certo. Mas... se nos forem despindo sem darmos por nada, passa de assustador a perfeito. Na prática, é essencial que quem nos despe, saiba preservar e valorizar o que encontra, sem julgamentos... pedaços raros de história e de emoções que merecem ser guardados e cuidados. Cuidar... Esta é a palavra. Despir a alma (e não só), é cuidar do Outro. Valorizar o que É e o que tem. Implica reciprocidade, cumplicidade e respeito. Por isso é que é tão difícil encontrar. Todos são capazes de despir corpos, agora despir almas... são raros, muito raros. 


terça-feira, 7 de fevereiro de 2017

domingo, 5 de fevereiro de 2017

Bom fim de semana!


 Com muito Amor, "perfeito" ou não. :)

quarta-feira, 1 de fevereiro de 2017

Luzes


Dentro de épocas sombrias e turbulentas, aparece uma luz que aquece. Longínqua é certo, mas presente. Sem saber como nem porquê, a luz transmite esperança e calor. Esperança pela semelhança, calor pela intensidade. O sonho comanda a vida, já dizia o poeta. Pode nunca deixar de ser uma luz... mas eu já agradeço a sua presença. Pelos sorrisos, pela imaginação, pelo calor. Obrigada :)

sábado, 28 de janeiro de 2017

Porque no meio de...



... tanto trabalho e correrias, é bom relembrar que se está Viva. Esta música é muito "sensualona"! ihiih

quinta-feira, 19 de janeiro de 2017

Porque está frio...


"E ela diz: amor. E eu digo: amor e ficamos muito tempo calados a ouvir as gotas de chuva a caírem no pátio, sobre as copas negras das árvores, naquele quarto de que ninguém sabe o lugar, o tempo, as estrelas invisíveis. Achas que haverá duas gotas a caírem exactamente no mesmo momento? Depende da precisão, da probabilidade, depende da velocidade do vento. Dói-me o lado esquerdo do peito. Uma dor nem interior, nem à superfície. Uma dor tão real como a imaginação, uma dor sentimental. A dor da morte no meu peito diante do esplendor da tua cara."

Pedro Paixão

... e precisamos de aquecer ;)

quinta-feira, 5 de janeiro de 2017

Das pessoas EXTRAORDINÁRIAS

 "Quando morrer não quero levar o caixão cheio de dinheiro. Quero o caixão de amor e serviço que dei aos outros."